Saltar a navegação

Notícias

Roaming No More

É oficial. Termina esta quinta-feira o roaming na União Europeia. Depois de 10 anos de negociações, deixam de existir as taxas impostas às comunicações quando se viajava para fora do país mas dentro da UE. O acordo foi anunciado em fevereiro e terminam agora os custos elevados que estavam associados sempre que se deslocava para um dos países da UE.

Os custos reduzem imediatamente, facilitando as comunicações fora do país. A partir de quinta-feira é possível fazer e receber chamadas, enviar SMS e MMS e utilizar na Internet gastando o mesmo que o praticado no tarifário do seu país origem. E o que é preciso fazer para beneficiar desta alteração? Rigorosamente nada. As empresas de telecomunicações vão adotar estas medidas automaticamente sem que seja necessário configurar os telemóveis.

Apesar de automática, a alteração deve ser transmitida aos clientes por parte das operadoras, informando de que forma cada tarifário vai sofrer alterações, especialmente no caso dos tarifários que incluem já uma quota destinada ao roaming.

A grande maioria dos cidadãos europeus viaja para países da UE por menos de 30 dias por ano. No entanto, para evitar situações abusivas, foram introduzidos limites à isenção de tarifa de roaming. Assim, sempre que as comunicações em roaming forem superiores às domésticas, ao longo de um período de quatro meses, a operadora de telecomunicação deve avisar o cliente, que terá 14 dias para esclarecer a situação. Caso não o faça, pode vir a ser cobrada uma sobretaxa de utilização do serviço.

O fim do roaming aplica-se aos 28 países que integram a UE. A situação abrange, para já, também o Reino Unido apesar de a decisão a longo prazo estar dependente de negociações relacionadas com o Brexit. Apesar de para já não estarem incluídos nas alterações, espera-se que em breve países como a Islândia, Liechtenstein e a Noruega terminem também este serviço.