Saltar a navegação

Notícias

Consulta Pública: A educação não formal une as sociedades?

A Comissão Europeia pretende sondar a opinião pública sobre a importância de dotar os jovens de valores comuns e a forma como o ensino e a aprendizagem não formal podem contribuir para a realização deste objetivo, com vista a criar sociedades mais coesas. Trata-se da "Recomendação sobre a promoção da inclusão social e dos valores comuns através da aprendizagem formal e não formal".

Até que ponto a educação e a formação ajudam os jovens a adquirir valores comuns e promovem a inclusão social? Quais são os principais desafios? Quais são os objetivos que devem ser prosseguidos neste contexto? Quais são as abordagens estratégicas, ferramentas e métodos mais eficazes da aprendizagem formal e não-formal?

Até 11 de agosto, é a estas e a outras perguntas que, com o preenchimento do inquérito, se pretende obter resposta. Além disso, é esperado que a eficácia da educação formal e não formal na promoção da inclusão social seja cada vez maior.

Os resultados da consulta pública serão utilizados em conjunto com outros dados e conclusões de trabalhos de investigação, bem como com os resultados da aprendizagem desenvolvida no âmbito do quadro estratégico para a educação e a formação 2020. O trabalho do Grupo de Trabalho EF 2020 sobre o seguimento dado à Declaração de Paris é um exemplo disso mesmo.

A recomendação estabelecerá um quadro estratégico, que funcionará como um documento de referência a nível europeu para apoiar os esforços dos países da UE no sentido de garantir uma educação e formação que promovam a inclusão social e os valores comuns, contribuindo igualmente para prevenir a radicalização que conduz ao extremismo violento.