Saltar a navegação

Notícias

Qual é o futuro do Serviço Voluntário Europeu?

A conferência “Futuro do Serviço Voluntário Europeu - Perspetivas reforçadas para o voluntariado transnacional para jovens”, em Tallinn, reúne autoridades e agências nacionais, voluntários, ex-voluntários e organizações do Serviço Voluntário Europeu (SVE) para refletirem sobre o futuro do voluntariado internacional.

Realizada entre 3 e 5 de julho, o momento é especialmente inspirador por servir também para perspetivar o que poderá vir a ser o Corpo Europeu de Solidariedade sem deixar de fora os 20 anos de conquistas e sucessos conseguidos no SVE.

O diretor da Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação, presente na Estónia, Pedro Couto Soares, adianta que “o Serviço Voluntário Europeu desempenha um papel muito importante na mobilidade internacional, nomeadamente entre jovens com poucas oportunidades, dentro e fora da União Europeia. O impacto do SVE que temos verificado ao longo dos últimos 20 anos, quer para as comunidades e para as organizações, quer sobretudo para os voluntários mostra bem da importância de uma oferta forte, coesa e com fundos suficientes para que os jovens europeus possam realizar projetos de voluntariado. E é exatamente essa a discussão que temos aqui, por estes dias, criando condições para a construção do futuro do voluntariado europeu.”

Durante esta conferência, mais de 150 participantes dos estados-membros da União Europeia, Espaço Económico Europeu e países parceiros estão a tentar encontrar resposta acerca da sustentabilidade e evolução do SVE. Importa ainda que, independentemente dos resultados, continue a aposta numa ferramenta com potencial enquanto forte promotor dos valores europeus e que envolva os jovens de grupos menos privilegiados. Além disso, durante a conferência vai ser ainda apresentado um documento com uma vasta previsão acerca das perspetivas do SVE.

O SVE faz parte do programa da União Europeia Erasmus+, gerido em Portugal pela Agência Erasmus+ Juventude em Ação. Desde que existe, mais de 100 mil jovens participaram no SVE com projetos em diversas áreas, desde o entretenimento, artes e cultura, atividades com crianças, jovens e idosos, desporto e património, lazer, entre outros.